Siran
Notícias

11/07/2019- Agro SIRAN reúne passado, presente e futuro na Expô Araçatuba


A abertura da 60ª edição da Exposição Agropecuária de Araçatuba (Expô) – o maior evento de agronegócio do Noroeste Paulista –, contou com a participação do secretário estadual de Agricultura e Abastecimento, Gustavo Junqueira, dos deputados estaduais Frederico D’Ávila (PSL) e Itamar Borges (MDB), do prefeito de Araçatuba, Dilador Borges (PSDB), outras autoridades e lideranças rurais. O evento foi precedido de um encontro de Junqueira com ruralistas, em que o secretário ouviu demandas dos produtores e comprometeu-se a leva-las ao governador João Doria (PSDB).

Em sua fala, o presidente do SIRAN (Sindicato Rural da Alta Noroeste), Fábio Brancato, disse que quem visita a feira, que está sendo realizada de 5 a 14 de julho, tem a oportunidade de encontrar em um mesmo lugar lembranças da vida no campo, equipamentos tecnológicos utilizados nos dias atuais, em favor da produtividade das lavouras, e características morfológicas de animais que vão ajudar a melhorar a confirmação dos seus descendentes. O passado, o presente e o futuro dividem espaço no Agro SIRAN, a parte rural da feira, no recinto de exposições Clibas de Almeida Prado.

No Memorial do Fazendeiro e na Exposição de Tratores Antigos, mais de 80 itens ajudam a contar a história do evento, do SIRAN (Sindicato Rural da Alta Noroeste) e da cidade. Os visitantes vão poder conferir itens da pecuária, como arreios, celas antigas e laço, também da agrícola, como matraca, linha de plantadeira e arado de tração animal, assim como utensílios domésticos. Para destacar as seis décadas da Expô, as ruas do recinto ganharam placas com um currículo resumido dos personagens que dão nomes a elas. Na abertura oficial do evento, dia 10, 8 ex-presidentes foram homenageados, além do ex-assessor executivo da diretoria do SIRAN, Ernesto Trentin, e da Sociedade Rural Brasileira, que está completando 100 anos em 2019.

De acordo com Brancato, a edição deste ano é um resgate da história de Araçatuba. “Nós queremos mostrar para a nova geração de araçatubenses que a cidade tem uma belíssima história, que passa pela Expô. As pessoas precisam saber qual foi a evolução da festa e dos setores que ela movimenta. Para isso, nós montamos inclusive um painel mostrando os acontecimentos mais marcantes no decorrer das últimas oito décadas, já que o SIRAN tem quase 80 anos de existência”, completou Brancato.

Produtividade e sustentabilidade

A área comercial conta com itens que fazem parte e facilitam a vida atual, aumentando a produtividade e promovendo a sustentabilidade no campo. É o caso da energia solar fotovoltaica, presente no estande de um parceiro do sindicato. Limpa e renovável, essa energia oferece uma série de benefícios e vem sendo cada vez mais procurada pelos produtores rurais. Desde 2015, quando surgiu a possibilidade de fechar consórcio entre os produtores para a implantação das usinas, o meio rural brasileiro atingiu 15,8 megawatts de utilização operacional de energia solar fotovoltaica. Essa marca significa que o uso da energia solar cresceu nove vezes em 2017, e já dobrou no ano passado. De acordo com a Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), o sistema é ideal para propriedades com alto consumo de luz, como as que lidam com irrigação, armazenagem de grãos, criação de animais em granjas, entre outras situações. O produtor gera energia com os painéis e pode abastecer o sistema geral.

Em relação aos equipamentos ligados diretamente à produção rural, na ponta de linha, o de mais alto valor presente na feira é um pulverizador para a cultura da cana-de-açúcar, mais de R$ 800 mil. A máquina possui reservatório de 3 mil litros para defensivos e duas barras de aplicação com 24 metros de cumprimento cada uma. O fabricante afirma que ela reduz de forma significativa os custos de produção, além de elevar a produtividade da cultura. Assim como outros veículos, como tratores e colhedeiras, o pulverizador pode dispensar motorista, sendo comandado remotamente por um computador.

Genética e futuro

O futuro também faz parte da Expô na medida em que a Feira Genética disponibiliza amostras de animais que vão compor as características do gado dos próximos planteis. Neste ano, o Agro SIRAN conta com cerca de 120 bovinos, 300 ovinos e 200 equinos. O presidente do SIRAN comenta que o evento vem seguindo uma tendência de várias feiras no Brasil, reduzindo o número de animais expostos, mas melhorando a qualidade e a forma de divulgação visando a comercialização. “A genética mostra a realidade do criatório, da propriedade do pecuarista. E a realidade do país hoje são animais funcionais”, explicou Fábio Brancato.

O presidente do SIRAN ressaltou ainda que Araçatuba é polo exportador de genética bovina, e os animais que estão na Expô são de altíssima produtividade. Os visitantes podem analisar as características de cada um e adquirir sêmen, por exemplo, com a intenção produzir descendentes que reduzam a precocidade e aumentem a produtividade do rebanho. Além de serem expostos, os animais podem ser comercializados durante a Feira Genética, que será realizada entre os dias 6 e 14.

Também estiveram presentes à cerimônia de abertura a vice-prefeita, Edna Flor, a presidente da Câmara Municipal de Araçatuba, Tieza, os vereadores Lucas Zanatta, Gliberto Batata Mantovani e Rivael Papinha, o diretor da 2ª Região Administrativa Judiciária, juiz Émerson Sumariva, o Coronel PM Comandante do CPI-10, Paulo Motooka, o superintendente do SENAR-SP, Mário Biral, do vice-presidente da ABQM (Associação Brasileira dos Criadores de Cavalo Quarto de Milha), Émerson Vinícius Oliveira Dias, do superintendente de Varejo do Banco do Brasil, Rogério Falleiros de Pádua, secretários municipais de Araçatuba, além de prefeitos, como Laerte Rocha (PSDB), de Nova Luzitânia, e vereadores de outras cidades da região. Após a abertura, os convidados participaram de um almoço de confraternização.
 
Fonte: Marcelo Teixeira

Compartilhe:

Cadastre seu e-mail e receba novidades